HomeGeralVeja como se proteger de golpes durante Black Friday

Veja como se proteger de golpes durante Black Friday

Comprar na internet sempre merece atenção, mas durante a Black Friday, quando milhares de consumidores buscam as promoções, aumentando o tráfego dos sites e lojas virtuais, os cuidados devem ser redobrados, pois podem ocorrer divulgação de promoções falsas, inclusive através de redes sociais e e-mail, golpes e roubo de dados. A data de promoções será nesta sexta-feira (23).

Por isso, veja 16 itens para tomar cuidado na hora da compra e, mais abaixo.

  1. Cuidado com as redes abertas: redes gratuitas podem não ser protegidas
  2. Veja se o site é seguro: certifique-se de que está fazendo a compra em uma página segura
  3. Tenha um antivírus: ele pode detectar sites que contenham arquivos maliciosos
  4. Cuidado com as senhas: use uma para cada cadastro
  5. Proteja seu cartão de crédito: desabilite a opção de salvar os dados do cartão no site de compra
  6. Formas de pagamento: desconfie de lojas que aceitam apenas transferência ou boleto
  7. Promoções por e-mail: cuidado com links recebidos, prefira entrar direto na página da loja
  8. Mensagens de ‘phishing’: verifique o endereço antes de clicar em links recebidos
  9. Promoções em redes sociais: cuidado com possíveis páginas falsas, que visam roubar dados
  10. Atenção em cada etapa da compra: faça print de cada tela da compra
  11. Lojas menores: dê preferência às que têm intermediários como sistema de pagamento
  12. Lojas confiáveis: verifique a confiabilidade das lojas em sites de reclamações
  13. Sites similares: cheque sempre o endereço virtual (link) da página
  14. Lojas falsas: cuidado com páginas de lojas desconhecidas, que podem fazer vendas e não entregar
  15. Compra pelo celular: baixe apenas aplicativos de lojas oficiais
  16. Aplicativos falsos: ao baixar apps, verifique nome, desenvolvedor e quantidade de opiniões
 

1. Cuidado com as redes abertas

É preciso tomar muito cuidado ao acessar redes gratuitas de internet em locais públicos, porque não há garantia de que são protegidas. O Procon alerta a jamais fazer transações online em computadores desconhecidos (lan houses, cyber cafés, máquinas ou redes públicas), pois eles podem não estar adequadamente protegidos. Se entrar, lembre-se de sair do site da loja fazendo o log off para evitar que o acesso e os dados sejam utilizados por terceiros.

2. Veja se o site é seguro

Ao escolher o site da promoção, é preciso certificar-se de que está em uma página segura. O símbolo de um cadeado na barra de endereço, do lado esquerdo, é um dos principais indícios de que o site é oficial. Para certificar-se de que o selo é verdadeiro, clique sobre ele e aguarde ser redirecionado para a página original da empresa que disponibiliza o certificado.

3. Tenha um antivírus

Ter um bom antivírus instalado no computador ou dispositivo móvel por onde as compras serão feitas ajuda a detectar sites que contenham arquivos maliciosos, vírus, malwares ou indicação de riscos de ataques de hackers e crie uma senha exclusiva para cada cadastro, evitando que nele estejam dados pessoais. 

Leia também: Deputado Mandetta será ministro da Saúde no governo de Bolsonaro

4. Proteja seu cartão de crédito

O cartão é um dos principais alvos dos hackers, por isso, é preciso ficar atento. Ao preencher os dados do cartão, muitas lojas têm um dispositivo que salva automaticamente as informações dele, verifique sempre e desabilite essa opção. Assim, você impede que suas informações pessoais fiquem armazenadas e possam ir parar em mãos erradas caso o site da loja sofra um ataque virtual.




Comentários
})(jQuery)