HomeGeralMercado investe em tecnologia para atender altos míopes

Mercado investe em tecnologia para atender altos míopes

Vista cansada, dificuldades em ler placas ou livros e visão embaçada são alguns sintomas de quem sofre de problemas de visão como miopia ou hipermetropia, para os quais é sempre recomendado o uso de óculos.

Para quem possui altos graus de miopia, por exemplo, o desafio é fugir da aparência pesada que o formato das lentes acaba deixando. Isso acontece porque para que o foco da visão seja corrigido as lentes em geral possuem espessura maior nas bordas e menor no centro.

No caso de crianças, o fator estético pode ser ainda mais importante, pois os óculos ideais precisam ter resistência, qualidade e agradar aos pequenos, que correm o risco de sofrer com as chacotas na escola.

 

Leia também: Aeroporto de Jundiaí deverá funcionar ininterruptamente

 

Com o avanço da tecnologia, o problema dos óculos fundo de garrafa já faz parte do passado. Hoje o usuário míope pode ter a seu favor um acessório com design leve, cheio de estilo e capaz de corrigir os problemas da visão.

As empresas que fabricam lentes corretivas investiram em pesquisas para aprimoramento dos materiais até chegar nas modernas lentes 1.74 e, mais recentemente, nas Lentes Tokai 1.76 fabricadas no Japão. Makoto Ikegame explica que elas são feitas de resina, o que torna o produto muito mais leve e resistente. “Além da questão estética, o índice de refração mais alto, até então o maior disponível em lentes de resina, garante uma espessura mais fina sem perder a qualidade da visão”, afirma.




Comentários
})(jQuery)