HomeCidadesSaltoCâmara conclui CEI. Relatório vai ao Ministério Público

Câmara conclui CEI. Relatório vai ao Ministério Público

A Câmara de Vereadores de Salto aprovou o Relatório Final da Comissão Especial de Inquérito que investigou dois contratos da Prefeitura. Os negócios envolvem as empresas CSO Ambiental de Salto e Corpus Saneamento e Obras Ltda., e abrangem a administração anterior (2013 a 2016, quando Juvenil Cirelli era prefeito) e a atual no ano de 2017, com o atual prefeito, Geraldo Garcia. A comissão foi criada em fevereiro de 2017, e foi presidida por Márcio Conrado.

O relatório tem 1.625 páginas em 4 volumes, e mais 25 anexos e será encaminhado ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas do Estado. Segundo o relatório, os contratos foram aditados. No caso da CSO, os aditamentos aconteceram a cada dois anos, modificando seu valor original de 116 milhões de reais. Não houve estudos técnicos para tais procedimentos.

 

Leia também: FMJ vai atender para prevenção de câncer de pele

 

Os vereadores encontraram também notas fiscais pagas sem avaliação do serviço (se foi prestado ou não), atrasos e dívidas nos pagamentos, além do fato da diminuição de 40% do quadro de funcionários em 2017.

Em abril de 2015, o então prefeito Juvenil Cirelli teve seus bens bloqueados pelo Tribunal de Justiça, no valor de R$ 870.923,64. Na ocasião, o Ministério Público moveu ação por improbidade administrativa (ele aplicou dinheiro público em banco privado) e por maquiar a contabilidade da Prefeitura em documentos enviados ao Tribunal de Contas do Estado.




Comentários
})(jQuery)