HomeArte & LazerAgenda CulturalMostra Sentidos: A Longevidade na Arte celebra Dia do Idoso no Sesc

Mostra Sentidos: A Longevidade na Arte celebra Dia do Idoso no Sesc

Mostra Sentidos: a longevidade na arte acontece do dia 1º a 11 de outubro nas 38 unidades do Sesc da capital, litoral e interior de São Paulo. A ação do Sesc São Paulo celebra o Dia Internacional do Idoso (1º de outubro) com as linguagens do teatro e da dança, que contemplam os temas da longevidade e do envelhecer em suas narrativas, dramaturgias, formatos, elencos e propostas para o público de todas as idades.

Com 21 atividades gratuitas (treze peças de teatro, três espetáculos de dança, quatro intervenções e um bate-papo), a Mostra Sentidos: a longevidade na arte pretende despertar por meio dos múltiplos sentidos provocados pela arte, um olhar mais profundo sobre a temática do envelhecimento a partir dos 60 anos. Na região de Campinas, as unidades do Sesc de Campinas, Jundiaí e Sorocaba recebem espetáculos da programação.

O Dia Internacional do Idoso sinaliza uma oportunidade de discussão sobre a longevidade e o envelhecer. Atualmente, mais de 700 milhões de pessoas no mundo possuem 60 anos ou mais. Em 2050, serão mais de dois bilhões de indivíduos idosos (em torno de 20% da população do planeta). Para marcar a data estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU), o Sesc São Paulo, pioneiro no Trabalho Social com Idosos e focado em sua missão socioeducativa de promoção da cultura, convida o público para uma reflexão sobre o processo de envelhecimento por meio da sensibilidade fomentada pela programação artística.

 

Leia também: 2ª Festa dos Exageros será em outubro

 

Segundo Danilo Santos de Miranda, diretor regional do Sesc São Paulo “A instituição é pioneira no Trabalho Social com Idosos com ações permanentes e presença constante nas ações e debates no âmbito do Dia Internacional do Idoso. Assim, a Mostra Sentidos propõe discutir a velhice e a longevidade por meio da arte, na expectativa de que as reflexões despertadas pelo teatro e pela dança suscitem a desconstrução dos estereótipos e preconceitos que cercam o envelhecimento”.

Já a unidade de Jundiaí recebe dia 6 de outubro, sábado, às 16 horas, o espetáculo Aventura Piraçara, da Cia Paraladosanjos. Embalados pelo clima de uma festa de casamento fora dos padrões, os personagens levam a plateia para uma viagem cheia de encontros e desencontros narrando aventuras de caipiras e caiçaras coletadas nas viagens da trupe para cidades do interior e do litoral paulista.

O Trabalho Social com Idosos do Sesc São Paulo

Ao longo de mais de meio século de presença no cenário sociocultural, o Trabalho Social com Idosos do Sesc São Paulo passa por constantes avaliações e reformulações, na intenção de responder às demandas que se apresentam a cada momento. Tendo como pressuposto a educação como dispositivo de transformação social, tem oferecido aos idosos espaços de aprendizado e sociabilização, experimentação de linguagens artísticas, de trabalhos corporais e ações em diferentes campos da cultura. Em sua metodologia considera o contexto sociocultural de seu público alvo para o desenvolvimento das ações. Desde 1963, a sociabilização e ocupação do tempo livre, a ação educacional e, na contemporaneidade, a transversalidade e a ruptura com estereótipos e preconceitos.

No contexto social observa-se que os idosos não estão mais restritos à dimensão privada, o que é fundamental para serem vistos como cidadãos e seres autônomos. Apropriam-se de espaços públicos e virtuais que lhes dão visibilidade e sua presença nesses espaços – em qualquer instância – é essencial para trazer para a pauta de discussão as questões relacionadas à existência humana, alterando paradigmas e percepções sobre o processo de envelhecimento e sobre a velhice.




Comentários
})(jQuery)