HomeGeralEm busca de novas histórias, Apae Jundiaí completa 61 anos

Em busca de novas histórias, Apae Jundiaí completa 61 anos

A Apae Jundiaí acaba de completar 61 anos. Primeira a ser fundada no Estado de São Paulo e a terceira no Brasil, a entidade mantém foco no atendimento direcionado à prevenção, inclusão social e na busca de articular ações. Com programas de atendimento, tem sido possível mudar a história de vida de pessoas com deficiência intelectual e transtorno do espectro do autismo, além dos respectivos familiares.

Em números, a Apae Jundiaí conta com mais de 100 profissionais que atuam nas áreas da saúde, educação, assistência social e apoio. Desse total, 70% têm formação superior em mais de 15 áreas diferentes. “Esses profissionais são responsáveis por atender 1.600 pessoas por mês em nove diferentes programas, oferecendo qualidade de vida melhor para os assistidos e seus familiares”, afirma o  presidente da entidade Wagner Chachá.

Além dos colaboradores, a entidade possui uma diretoria formada por 19 membros voluntários. A Apae conta ainda com uma equipe de voluntariado que atua na separação e digitação das notas fiscais.

Ainda segundo o presidente, 70% da receita da Apae vem de órgãos públicos (estadual e municipal), por meio de parcerias e convênios. “As doações de pessoas físicas e jurídicas, além de eventos e bazares complementam as nossas necessidades”, afirma.

 

Leia também: Prefeitura de Caieiras oferece palestra sobre cenário econômico pós-eleição

 

O aniversário de fundação da Apae acontece durante a campanha Setembro Verde. Neste ano, a ideia é envolver novamente a população em atividades voltadas à inclusão social e dar maior visibilidade à causa da pessoa com deficiência.

Quem trafega pelas rodovias Anhanguera e Bandeirantes pode acompanhar, por meio dos painéis eletrônicos, mensagens alusivas às comemorações dessa causa, que é a inclusão social. A campanha teve início em 2015 e foi instituída pela Federação das Apaes do Estado de São Paulo (Feapaes/SP), em parceria com a Apae de Valinhos.




Comentários
})(jQuery)