HomeGeralObras de canalização do Invernada fecham cruzamento em Valinhos

Obras de canalização do Invernada fecham cruzamento em Valinhos

O cruzamento entre a avenida Invernada e a Rua Campos Salles, em Valinhos, será interditado para o tráfego de veículos a partir de sábado (25), com o avanço das obras de canalização do Córrego Invernada. O trecho permanecerá bloqueado por dois meses, segundo a Concessionária Rota das Bandeiras, que administra o Corredor Dom Pedro de rodovias, responsável pélas obras. 

Os motoristas devem usar como rota alternativa o retorno 400 metros à frente do ponto interditado. As mudanças foram acertadas com a Secretaria de Mobilidade Urbana de Valinhos e à Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp). O local será sinalizado para alertar e orientar os moradores. 

Por outro lado, o bloqueio sobre a rua Paulo Setúbal será encerrado. “Essas mudanças são necessárias para o andamento dos trabalhos. Nós sabemos que isso atrapalha a rotina dos motoristas, mas as obras são extremamente importantes para a cidade. Por isso, nós contamos com a compreensão de todos”, analisa o engenheiro responsável pelo projeto, Rodrigo Lemos.

Permanecem interditadas a alça de acesso à avenida Dom Nery, no sentido Campinas, e a faixa da direita a partir da rua Antônio Sales Pupo, devido às obras de canalização do córrego. O investimento da Concessionária nessa etapa das obras é de R$ 3,5 milhões. 

A segunda fase dos trabalhos prevê a execução de três travessias, uma no afluente do Córrego Invernada localizado na Rua Dom Carlos Carmelo de Vasconcelos Mota e outras duas nos cruzamentos da Avenida Invernada com as ruas Paulo Setúbal e Fioravante Menegaldo, além da canalização de 45 metros no trecho entre as ruas Paulo Setúbal e Fioravante Menegaldo e do rebaixamento do córrego em um trecho com 200 metros de extensão, a partir da rua Campos Salles, para permitir a vazão da água. 

A previsão da Rota das Bandeiras é de que essa etapa dos trabalhos esteja concluída em dezembro deste ano. Nos trechos beneficiados, a expectativa da concessionária é que os transtornos com alagamentos na região serão minimizados a partir da ampliação da capacidade de vazão do córrego.

A execução das obras de canalização do Córrego Invernada foi assumida pela Rota das Bandeiras em abril de 2009, após Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre a Dersa e o Ministério Público como compensação pelo passivo ambiental gerado pela construção do primeiro trecho do anel viário Magalhães Teixeira (SP-083). 

A obra completa contempla um trecho com 800 metros de extensão da avenida, entre o Clube Atlético Valinhense e a Unilever, além do afluente localizado na altura da rua Dom Carlos Carmelo de Vasconcelos Mota, com mais 200 metros de extensão. Em 2016, a Rota das Bandeiras havia concluído a canalização de 150 metros de extensão do Invernada, entre o Valinhense e a alça de acesso para a avenida Onze de Agosto.

 

Leia também: Cuidados com os rins devem começar na infância

 

Desde 2017, a Prefeitura vem realizando uma série de trabalhos complementares e de manutenção  que ajudaram a reduzir os alagamentos no trecho. Foi feita uma limpeza completa do córrego, desde a região do Clube Valinhense até a Unilever, e também foi alargada a calha do córrego com a ajuda de máquinas, o que aumentou a capacidade de vazão da água das chuvas.

Após a conclusão dessa segunda etapa, a Rota das Bandeiras ainda executará uma terceira intervenção ao longo do Córrego, prevista para 2019. Haverá execução de obras complementares por parte da Unilever, cujo cronograma vem sendo discutido entre a empresa e a Prefeitura de Valinhos.




Comentários
})(jQuery)