HomeJundiaíZoonoses alerta população sobre época de procriação de carrapatos

Zoonoses alerta população sobre época de procriação de carrapatos

O período de inverno, com o clima seco, é o de maior incidência de carrapatos.  Por isso, o cuidado deve ser redobrado para aqueles que entram em contato com áreas de mata e até jardins, com a probabilidade de existência do artrópode. O cuidado com os animais domésticos também precisa ser intensificado, já que podem ser hospedeiros dos carrapatos.

De acordo com o gerente da Unidade de Vigilância de Zoonoses, Carlos Ozahata, os carrapatos são artrópodes que se alimentam de sangue dos animais. “Quando contaminados com a bactéria  Rickettsia rickettsii, transmitem a febre maculosa e podem levar à morte em caso de não identificação precoce. As pessoas devem ficar atentas e evitar as áreas com probabilidade de existência de carrapatos, evitar deitar em gramados e em caso de necessidade de passar por áreas de risco, sejam precavidas, usando roupas longas, vedadas com o calçado, em cores claras, para facilitar a identificação”, detalha.

Ozahata lembra que a cidade registra, até o dia 6 de julho, 11 notificações suspeitas para febre maculosa, com um óbito suspeito. O período de maior incidência da doença é entre os meses de junho a outubro, quando os carrapatos estão mais ativos. Para que haja a contaminação, é necessário estar em contato com o carrapato por um período prolongado de tempo. Em caso de picada, a pessoa deve buscar atendimento médico e informar o profissional sobre a ocorrência.

Leia também: Café Empresarial da CDL será no dia 26 de julho

A febre maculosa tem cura, mas seu tratamento deve ser iniciado com antibióticos após o surgimento dos primeiros sintomas para evitar complicações graves, como inflamação do cérebro, paralisia, insuficiência respiratória ou insuficiência renal, que podem colocar em perigo a vida do paciente.

Dicas:

  • Usar repelentes de insetos, renovando a cada 2 horas ou conforme a necessidade;
  • Limpar os arbustos e manter o jardim sem folhas no gramado;
  • Verificar todos os dias a presença de carrapatos no corpo ou nos animais domésticos;
  • Manter os animais domésticos, como cães e gatos, desinfectados contra pulgas e carrapatos.



Comentários
})(jQuery)