HomeCidadesSemana do Aleitamento Materno começa em agosto na região

Semana do Aleitamento Materno começa em agosto na região

Incentivar a amamentação é o ponto mais forte a ser desenvolvido durante a Semana do Bebê e Semana do Aleitamento Materno, celebradas entre os dias 1 a 7 de agosto em Jundiaí. Neste ano, com o tema “Amamentação é a base da vida”, a comemoração terá início com apresentação e roda de conversa no Teatro Polytheama. A programação segue durante a semana, com encontros realizados pela cidade.

A programação conta com apresentações artísticas, debates e outras ações direcionadas para o fortalecimento da amamentação e difusão dos benefícios do leite materno para a criação de uma sociedade mais saudável e feliz. Outros temas que estão diretamente ligados com a maternidade também serão abordados em palestras e encontros.

A abertura será no dia 31 de julho, às 18h, no Teatro Polytheama, com apresentação artística de Paula Agnelo (Academia AMIRA) e mais de 30 mulheres e seus bebês para um ‘mamaço’, de forma a incentivar a amamentação em locais públicos.  Ainda serão realizadas ações no SESC, Senac, Maxi Shopping e Jundiaí Shopping.

Em Valinhos, as ações educativas de incentivo ao aleitamento materno acontecem nas Unidades Básicas de Saúde e no Centro de Atenção à Mulher, de 1 a 7 de agosto, que este ano tem como tema “Amamentação: a base da vida”. 

 

Leia também: Professor apresenta documento que altera ano de criação da vila de Jundiaí

 

A Semana Mundial do Aleitamento Materno é considerada um veículo para promover a amamentação e ocorre em 120 países. No Brasil, é coordenada pelo Ministério da Saúde desde 1999. De acordo com a rede internacional, em um mundo cheio de desigualdades, crises e pobreza, a amamentação é o alicerce da boa saúde ao longo da vida para crianças e mães.

A Semana é uma Campanha da Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno, que reúne organizações internacionais e de referência no tema, como a Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar, da Unicef, da Organização Mundial de Saúde e da Organização Pan-americana de Saúde.




Comentários
})(jQuery)