HomeGeralQueimadas aumentam mais de 100% na região de Jundiaí

Queimadas aumentam mais de 100% na região de Jundiaí

Respirar tem sido uma prática difícil, embora vital, especialmente para quem reside na região de Jundiaí. A predominância do ar seco e as temperaturas subindo ao longo das tardes compõem o cenário perfeito para o aumento no número de queimadas, que de acordo com o 19º Grupamento de Bombeiros (GB), ultrapassou os 100%.

De janeiro de junho de 2017 foram registradas 69 ocorrências, enquanto que no mesmo período deste ano o 19º GB recebeu 132 chamados na região de Jundiaí

Trabalho dobrado tem tido a Defesa Civil de Campo Limpo Paulista, Itupeva e Jundiaí, onde os focos de queimadas predominam em áreas rurais e em muitos casos, provocados durante a limpeza de terreno (capina e roçada).

Em comum também está o agente causador das queimadas. Em Campo Limpo Paulista, 95% das ocorrências foram causadas pela própria população, em atitudes irresponsáveis como colocar fogo em mato, jogar bituca de cigarro no chão e descarte irregular de lixo.

Para conscientizar a população, as secretarias de Defesa Civil, Mobilidade Urbana e Meio Ambiente de Itupeva têm realizado visitas aos locais de maior vulnerabilidade e incidência de incêndios, com a distribuição de material explicativo. 

Em Campo Limpo, a Defesa Civil redobrou o trabalho educacional e de fiscalização, enquanto que o atendimento às ocorrências são realizadas pelo Corpo de Bombeiros.

As principais causas de queimadas e incêndios em Jundiaí são descartes de cigarros e bitucas de cigarros acesas em locais inadequados, utilização de fogo para limpeza de terrenos, queima de lixo, utilização de fogo para eliminação de focos de animais peçonhentos em terrenos abandonados, queimadas para fins agrícolas e balões, em especial na região da Serra do Japi.

 

Leia também: Ivan Valente aposta na campanha olho no olho para conquistar eleitor

 

Os incêndios na vegetação ocorrem tanto em terrenos baldios quanto em propriedades particulares em proporções semelhantes. A Defesa Civil tem orientado a população, enquanto que agentes da prefeitura realizam vistorias para a identificação de locais suscetíveis às queimadas na vegetação.

De acordo com último levantamento da Defesa Civil de Campo Limpo, em junho de 2018 foram registradas 21 ocorrências de queimadas, quase a mesma quantia de junho do ano passado. Os focos estão espalhados por toda a cidade, em sua maioria em áreas onde predomina o verde. Os bairros mais atingidos foram Saint James, Pau Arcado, Botujuru e Vila Cardoso.

Wm Itupeva, durante o mês de junho, o serviço de Ouvidoria recebeu 14 registros pelo 156 e na base do Corpo de Bombeiros. Parque dos Cafezais I, II, III e região do Quilombo são as regiões mais castigadas.  

Em Jundiaí, a Divisão Florestal da Guarda Municipal informa que em 2017 foram registradas 24 ocorrências em mata nativa e 11 em pastagem; já em 2018, foram 2 em mata nativa e 9 em pastagem.




Comentários
})(jQuery)