HomeArticulistas (Além do) Marketing Pessoal: essência ou aparência?

 (Além do) Marketing Pessoal: essência ou aparência?

Olá, pessoa! Muito embora vivamos numa sociedade que aspira por altos níveis de tolerância ao novo, ao moderno, ao diferente, na prática estamos longe desta realidade.

Cada vez mais, à medida que aumenta a tão sonhada liberdade de expressão e de pensamento, mais aumentam as exigências de uma norma de conduta para se viver em comunidade.

A uma destas exigências podemos chamar de Marketing Pessoal que, resumindo, é uma norma de conduta à qual todos nós estamos sujeitos.

Com isso, podemos dizer que estamos sendo vigiados no esquema 24/7. Some-se a isto uma exposição espontânea, na qual alimentamos os outros com informações e opiniões que emitimos sobre todos os assuntos, mesmo que não tenhamos profundo conhecimento sobre eles.

É aí que mora o perigo! No calor das emoções, podemos incorrer em erros que podem ser interpretados de maneira adversa por quem nos vê ou nos lê.

Nas empresas e na sociedade em geral, é de suma importância um comportamento que não nos comprometa de forma negativa.

Isto não significa dizer que teremos que simplesmente cuidar da nossa aparência e de ter bons modos apenas. Se pensarmos que o marketing pessoal vive disso, uma hora ou outra iremos nos enganar e demonstrar quem realmente somos.

Costumo dizer que a mudança mais duradoura é aquela que vem de dentro pra fora, forjada no nosso caráter e nos nossos princípios. Não adianta querer parecer sem ser.

Baseados nesta premissa de ir além do simples marketing pessoal, façamos uma pergunta a nós mesmos: eu sou essência ou só aparência? É isso.




Comentários
})(jQuery)