HomeArticulistasMarketing Pessoal: Qual é a sua embalagem?

Marketing Pessoal: Qual é a sua embalagem?

Olá, pessoa! O Marketing pessoal volta com força total nas rodas de discussões. Afinal, como manter a postura numa realidade que clama por exposição 24 por dia?

O MP está relacionado aos bons modos de convivência. Algumas empresas também costumam ter sua própria etiqueta corporativa quando se trata do tema. Abaixo, coloco algumas maneiras para você ser notado mesmo usando de discrição:

Cuidado com a exposição excessiva: por mais convites que você receba, escolha o lugar onde sua presença será importante. Aparecer muito pode tornar você um simples ‘arroz-de-festa’ ao invés de uma pessoa participativa;

Atenção às fotos em redes sociais: selfies estão não moda, mas, convenhamos: fuja do olho arregalado e lingüinha de fora; outro ponto negativo é postar foto com copo na mão e aquele olho de ‘peixe morto’ na balada;

Aprenda a frequentar cafés ou happy hour de negócios: cabe reforçar: nem toda reunião de network dá o resultado que você espera. Neste caso, prefira rodas diferentes. Ir sempre ao mesmo lugar e entregar cartão pras mesmas pessoas, além de não gerar negócio, pode deixar você com rótulo de ‘esquecido’. Nada é mais constrangedor do que ouvir: “Já peguei seu cartão semana passada’;

Cartão não é panfleto: embora seja muito legal entregar cartão, procure valorizar a sua entrega. Faça-o apenas se houver interesse da outra parte em conhecer melhor seus serviços;

Falar muito não é falar bem: reserve suas melhores palavras para os momentos relevantes. Muitas vezes é melhor entrar mudo e sair calado do que ser lembrado por falar besteira e emitir opiniões polêmicas;

Vocabulário correto: nem sempre o termo do momento vai lhe cair bem. Manter-se atualizado e informal, não significa cair no chulo e perder a linha na hora de falar;

Vestuário: Muito se fala no estilo despojado de Jobs ou Zuckerberg, mas isso não significa que você deva se vestir da mesma forma em reuniões com executivos. Antes de colocar aquela roupa ‘descolada’, conheça o ambiente. Nem sempre o despojamento é bem aceito pela maioria das pessoas e, caso você não saiba, Jobs e Zuckerberg não têm clones.

Quem não é visto não é lembrado? Cuidado com este ditado. Muitas vezes é melhor sair de cena quando todos querem que você fique, do que tentar ficar quando todos querem que você saia. É isso.




Comentários
})(jQuery)