HomeGeralPolíticaSai Geraldo Alckmin, assume o vice Márcio França

Sai Geraldo Alckmin, assume o vice Márcio França

O Governo do Estado muda de mãos na tarde da sexta-feira (6). Por conta da lei eleitoral, Geraldo Alckmin renuncia para disputar a Presidência da República. O então vice-governador Márcio França assume e fica no cargo até o final do ano. Deverá disputar a eleição para governador em outubro, mas não precisa se afastar.

Além de vice-governador, Márcio França foi nos últimos anos também secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado.

Márcio traz consigo bastante experiência política e administrativa. É advogado e professor, e começou a se destacar nos meios políticos ainda quando cursava Direito, como líder estudantil. Está filiado no PSB há 30 anos (é seu único partido), onde é seu presidente estadual e secretário nacional.

Trabalhou como advogado e servidor do Poder Judiciário. Se elegeu vereador em São Vicente (litoral) duas vezes, e em 1996 foi eleito prefeito. Como prefeito, abriu mais de 80 creches, levou asfalto e infraestrutura a bairros isolados, criou programas de inclusão digital e ainda ficou conhecido nacionalmente ao criar o Programa de Alistamento Civil.

Com o programa, abrigou jovens de 18 anos em situação de vulnerabilidade, oferecendo trabalho, treinamento e remuneração. Na época, São Vicente era a terceira cidade mais violenta do Estado. Depois do programa, São Vicente deixou de figurar nesse ranking – não apareceu nem entre as 100 mais violentas.

As ações sociais, aliadas a ousados projetos de incentivo ao turismo, geração de empregos, melhora do transporte público e da segurança, fizeram com que Márcio França conquistasse, em 2000, a maior reeleição do País para prefeito, com 93,1% dos votos válidos, um recorde até hoje não batido. Ganhou a admiração do então governador Mário Covas. Ao sair da Prefeitura elegeu o sucessor com 84% dos votos.

Márcio França foi então eleito e reeleito deputado federal. Coordenou duas campanhas para Presidência da República – na última, sofreu o impacto da perda do seu amigo, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, em acidente aéreo em Santos.

Foi depois convidado pelo governador Geraldo Alckmin a criar e assumir a Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo, onde implantou programas turísticos de acesso à população. Sua atuação fez o governador Geraldo Alckmin convidá-lo a ser o vice na sua chapa de reeleição. Ambos foram eleitos no primeiro turno.

O governador também designou França para assumir a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, a mais abrangente do Estado, responsável, por exemplo, pelas universidades Usp, Unicamp, Unesp, Famema, Famerp, Centro Paula Souza e o maior centro de fomento à pesquisa do País, a Fapesp, que, juntas, abrigam mais de 450 mil alunos, a maior rede pública gratuita de ensino universitário no mundo.

França ampliou a Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), que oferecia 2.300 vagas, e hoje abriga 40 mil jovens cursando ensino a distância em 240 cidades do Estado de São Paulo. Sua meta agora é oferecer mais de 400 mil vagas nos próximos dois anos.

Márcio França é casado há 40 anos com a educadora Lúcia e pai da pedagoga Helena e do advogado e deputado estadual Caio França. É avô de Enzo e Laura. Nascido em São Vicente e criado à beira-mar, também gosta de pescar e surfar, além de cozinhar para os amigos.




Comentários