HomeGeralPrefeitura e Sabesp verificam ligações irregulares na rede de esgoto

Prefeitura e Sabesp verificam ligações irregulares na rede de esgoto

Um trabalho em conjunto entre Prefeitura de Itatiba e Sabesp buscará a regularização das ligações das residências nas redes de água pluvial e esgoto. O objetivo é reduzir a incidência de entupimento na rede de esgoto, que pode causar transbordamento, inclusive dentro das casas.

As redes de água de chuva e de coleta de esgoto domiciliar devem ser independentes. A de coleta recolhe os resíduos do vaso sanitário, chuveiro, pias e tanque. É uma tubulação de menor porte, já que esse volume não costuma sofrer grandes variações. Já a saída pluvial, maior, reúne a chuva e a água de lavagem que escoa por ralos e calhas. Os tubos devem ser separados para que o esgoto seja enviado para tratamento e as águas pluviais para córregos, rios ou piscinões.

No entanto, algumas residências optam, irregularmente, por utilizar-se apenas de uma. O volume despejado aumenta em dias de chuva, bem como a ocorrência de objetos dentro da rede, provocando vazamento de esgoto nas ruas ou dentro de casa.

Mesmo as casas que tem todas as ligações corretas acabam sendo prejudicadas com as instalações incorretas dos vizinhos. Por isso a importância dessa verificação em conjunto com a Sabesp. É uma questão de preservação da saúde”, explicou o engenheiro Herminio Geromel Junior, Secretário de Obras e Serviços Públicos.

A primeira etapa do projeto consiste na sensibilização dos Agentes Comunitários de Saúde, que farão um trabalho casa a casa. “Os agentes explicarão aos moradores a importância de autorizar essa verificação e como isso é benéfico não apenas para ele, mas para o bairro todo”, completou o secretário.

Posteriormente, Prefeitura e Sabesp percorrerão as ruas de um bairro a ser definido, solicitando autorização para entrar nas residências e pingar um corante na rede de esgoto. Se o corante for identificado na rede incorreta, vai se constatar a irregularidade. “Daremos um prazo e todas as orientações técnicas para que a adequação seja realizada. Nosso objetivo não é punir, mas regularizar o que eventualmente não está correto”, afirmou Hermínio.

Quando é acionada, a Sabesp realiza o desentupimento da rede de esgoto e encontra diversos materiais estranhos ao local. “Quando há uma ligação irregular, a água da chuva acaba levando folhagem, galhos, sacolas plásticas, garrafas, roupas, brinquedos e outros objetos que prejudicam o bom escoamento do esgoto, que retorna para as casas, causando transtornos que poderiam ser evitados”, destacou Wilson Stocco, gerente divisional da Sabesp.

A ação foi planejada em reuniões do Conselho Municipal de Saneamento, aberto à população.




Comentários
})(jQuery)