HomeArticulistasFalando pessoalmente

Olá, pessoa! A comunicação por aplicativo ou através de outras ferramentas virtuais tem a mesma força do que a comunicação pessoal. Se você assinalou esta frase como verdadeira, precisa ler este artigo até o final.

Um estudo conduzido por pesquisadores da Western University, do Canadá e pela Cornell University, dos Estados Unidos,  dá conta que, mesmo com todo o aparato tecnológico que temos hoje, nada supera a comunicação presencial.

Neste estudo, os participantes tinham de enviar um formulário de pesquisa por e-mail a uma lista de desconhecidos. Após esta fase, deveriam fazer a mesma pesquisa através de abordagens pessoais.

O interessante é que todos os participantes, a princípio, achavam que os resultados seriam os mesmos. Mas não. As pesquisas feitas por e-mail tiveram taxa de retorno baixíssima, ao contrário das que tiveram contatos presenciais.

Isso se deve ao grau de desconfiança das pessoas que rechaçam os e-mails por acharem serem eles algum tipo de golpe ou desprovidos de credibilidade.

Viu só?

Leia também: Medida cautelar suspende eficácia de decreto municipal

Nem sempre uma comunicação fria (aquela feita pelas chamadas redes sociais) equivale a um contato presencial. Este estudo dos pesquisadores destas universidades demonstra que nada supera ainda o contato ‘olho no olho’.

Sendo assim, análise como anda a sua comunicação. Se quiser alcançar melhores resultados, você terá de fazer como aquela música do Milton Nascimento: “ir aonde o povo está”.

Por e-mail ou por outro aplicativo, não dá.




Comentários