HomeGeral12 mil pessoas comemoram aniversário do Parque da Cidade

12 mil pessoas comemoram aniversário do Parque da Cidade

Criado para proteger a represa de Captação e o principal manancial de abastecimento de Jundiaí, o Parque da Cidade, símbolo de natureza e qualidade de vida, completou, neste sábado (21), 14 anos de fundação. Mais de 12 mil pessoas participaram do evento, que lançou novas diretrizes para o espaço: a criação do projeto Gênesis – Banco de Sementes, em parceria com o Rotary Club Serra do Japi, a retomada das atividades do Centro Náutico e a reinauguração da escultura “O Equilibrista”, do artista Inos Corradin.

Destino de muitas famílias, especialmente aos finais de semana, o Parque da Cidade recebeu a visita de moradores de Jundiaí e região. Para o diretor presidente da DAE, empresa responsável pela manutenção do Parque da Cidade, Eduardo Santos Palhares, o parque é “democrático”. “O Parque recebe a todos, inclusive quem é de fora de Jundiaí. Foi uma belíssima festa e a população abraçou o espaço”, avaliou. “O Parque foi criado para conservar nossos recursos hídricos. Temos uma represa com 8,3 bilhões de litros de água e estaremos aumentando isso para 9,3 bilhões de litros.”

O prefeito de Jundiaí, Luiz Fernando Machado, o deputado federal Miguel Haddad e o presidente da Câmara de Jundiaí, Gustavo Martinelli, prestigiaram a comemoração. “O Parque da Cidade (inaugurado em 2004) é um legado deixado pelo Miguel. Aqui, além de proteção da nossa represa, também é espaço de diversão e desenvolvimento da população”, comentou o prefeito. “O Parque da Cidade foi projetado primeiramente para a preservação, mas ganhou valor maior, se transformando na área de lazer da cidade, além do seu cartão postal”, afirmou Miguel.

Durante a festa, foram homenageados o artista Inos Corradin e o atleta do Peama Cristian Ribera, que treina no Parque da Cidade e conquistou resultados inéditos para brasileiros nos Jogos Paralímpicos de Inverno de Pyeongchang. Na Praça Pôr do Sol, os ritmos dançantes do Agita Jundiaí animaram o público. Havia brinquedos infláveis, pipoca e algodão doce para a criançada.

O dia foi marcado por diversas atividades, como o projeto Vozes na Rua, da Faculdade de Medicina de Jundiaí, que reuniu mais de 130 estudantes para realização de exames. No Centro Náutico, quem já possuía equipamentos, pôde velejar, fazer stand-up paddle ou andar de caiaque, curtindo a represa.

À tarde, alunos e professoras de academias e estúdios de Jundiaí realizaram a primeira edição do Circo no Parque, com o objetivo de trocar experiências e apresentar o tecido acrobático, pole dance e acrobacias. O dia terminou com uma aula especial de yoga, realizada no Jardim Japonês.

O Parque da Cidade abre diariamente das 6h30 às 19 horas, com entrada permitida até as 18 horas.




Comentários
})(jQuery)