HomeGeralSaúde & Bem EstarValinhos confirma quarta morte por febre amarela

Valinhos confirma quarta morte por febre amarela

O Instituto Adolfo Lutz confirmou mais uma morte de febre amarela em Valinhos nesta terça-feira (27). Trata-se de um homem de 58 anos, morador do bairro Chácaras Alpinas, área rural da cidade onde foram registrados outros dois óbitos pela doença. Nos três casos, a forma de transmissão foi silvestre, pelos mosquitos Haemagogus e Sabethes.

A vítima foi notificada com suspeita da doença no último dia 7 na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município e transferida para a Santa Casa de Valinhos assim que os sintomas foram constatados. Logo em seguida ele foi para o Hospital de Clínicas (HC) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), onde morreu no último dia (10).

Segundo a Secretaria da Saúde, com mais esta confirmação sobe para seis o número de casos positivos de febre amarela no município. Deste total, quatro vítimas morreram e duas se recuperaram e passam bem.

Entre as pessoas que foram a óbito, três eram moradoras do Chácaras Alpinas e um do Jardim Pinheiros. Neste último bairro, estão também os dois pacientes que tiveram a doença confirmada, mas se recuperaram.

Os três do Jardim Pinheiros são membros de uma mesma família e a forma de transmissão está em investigação. Uma análise preliminar indica que ela também é silvestre, já que não há registro de outros casos suspeitos no entorno da casa das vítimas.

Atualmente a Secretaria da Saúde aguarda resultado de exame do Instituto Adolfo Lutz de outros oito casos. Desse total, duas vítimas morreram. Um morador do Jardim Pinheiros e um morador de Vinhedo. Este último pode ter contraído a doença no Chácaras Alpinas, onde trabalhava, por isso o caso foi notificado por Valinhos. Os outros seis pacientes se recuperaram e passam bem.

Vacinação

A Unidade Básica de Saúde (UBS) do Jardim Paraíso continua oferecendo a vacinação contra a febre amarela em horário ampliado: das 9h às 11h e das 13h às 19h. Além disso, a Prefeitura mantém esquema especial de vacinação nas outras 12 UBSs da cidade. O horário vai das 9h às 16h. Para se vacinar em qualquer uma das unidades não é necessário agendamento, basta comparecer com um documento de identidade com foto, um comprovante de residência ou de vínculo empregatício na cidade (para os casos de quem trabalha em Valinhos, mas mora em outra cidade) e carteira de vacinação (se tiver).

Cobertura

Entre janeiro de 2007 e esta segunda-feira (26), já foram vacinadas no município 77.519 pessoas, o que corresponde a 62,51% da população. Mas a Prefeitura acredita que esse percentual seja muito superior. É preciso salientar que entre os anos de 2000 e 2006, outras 66 mil pessoas foram imunizadas, mas esse número não pode ser usado como dado oficial de cobertura vacinal, pois muita gente morreu, se mudou ou acabou tomando a vacina novamente.




Comentários