HomeGeralEconomiaCadastro Positivo pode ajudar consumidores a conseguirem macréditois

Cadastro Positivo pode ajudar consumidores a conseguirem macréditois

Muitas pessoas conhecem o cadastro de registro negativo, no qual o consumidor tem seu nome inscrito na lista dos maus pagadores. No entanto, o que muita gente não sabe é que também existe o oposto: o Cadastro Positivo. O serviço é oferecido gratuitamente pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Jundiaí e foi criado para que a pessoa física ou jurídica possam ser avaliada por suas contas pagas, isto é, que tenha seu nome incluído na lista de bons pagadores. Em meio a atual conjuntura econômica, o sistema pode facilitar a análise e ajudar na aprovação de crédito.

Grande parte dos consumidores brasileiros desconhece o Cadastro Positivo, porém em países como Estados Unidos, Inglaterra, China, Chile e México o sistema é uma realidade já conhecida e considerada como um elemento transformador para o mercado financeiro.

O presidente da CDL Jundiaí, Edison Maltoni, explica que com o Cadastro Positivo, o processo de avaliação, concessão de crediários e de linhas de financiamentos se tornam mais desburocratizados, podendo incidir até mesmo em redução das taxas de juros e na flexibilização dos prazos para pagamento. “Isso facilita muito a vida do consumidor no momento da aquisição de um empréstimo, já que as informações favoráveis a seu respeito poderão ser utilizadas pelo mercado como ferramenta para análise e reconhecimento do bom pagador”, diz.

Mas vale lembrar que não é apenas os consumidores que pagam em dia podem aderir o Cadastro Positivo, quem está ou esteve com o nome negativado também pode. Uma pesquisa recente realizada pelo SPC Brasil mostra que as contas em atraso de internet e TV por assinatura foram as que tiveram os maiores índices de sucesso nas cobranças para o pagamento da dívida, ou seja, elas de fato foram pagas após a cobrança cerca de 54,0% e 52,0%, respectivamente. Nesses casos, por exemplo, o Cadastro Positivo permite que o consumidor apresente um bom histórico de pagamentos, incluindo a regularização de pendências básicas como água e luz.

A abertura do cadastro requer autorização prévia do consumidor. A adesão pode ser feita por qualquer pessoa física ou jurídica. No caso de Pessoa Física, o consumidor deve ser maior de 18 anos ou emancipado e assinar expressamente a autorização para que seus dados cadastrais passem a constar no banco de dados do Cadastro Positivo. Já para as empresas, é necessário que os representantes legais autorizem a adesão para abertura do cadastro.

Benefícios do Cadastro Positivo:

  • Possibilidade de redução de juros a partir da análise do histórico de bom pagamento do cliente e critério de avaliação da empresa
  • Redução da inadimplência e do superendividamento, uma vez que a empresa passa a ter acesso aos hábitos de pagamento do consumidor
  • Melhora da avaliação das condições de pagamento do consumidor, de forma mais justa e completa, reduzindo a assimetria das informações
  • Possibilitar a ‘bancarização’ das classes menos favorecidas, como a C, D e E

Para efetuar o cadastro positivo, deve comparecer a sede da CDL – Câmara de Dirigentes Lojistas, situada à Rua Senador Fonseca, 651, munido de um documento com foto. O serviço é gratuito e realizado na hora.




Comentários