HomeGeralSaúde & Bem EstarVacina pode também matar

Apesar da vacina garantir 98% de proteção contra a febre amarela, pode também produzir outros efeitos, que vão desde dor no lugar da aplicação, febre, mal-estar, dor de cabeça e no corpo e até reações mais graves, que são raras.

Estudos indicam a possibilidade de uma reação grave a cada 500.000 vacinados. Acredita-se que desde outubro de 2017 aproximadamente 1,8 milhão de pessoas na Capital receberam a vacina. Nesse período houve duas mortes atribuídas à vacina, o que significa 1 reação grave para cada 900.000 pessoas.

A vacina é feita com o próprio vírus da febre amarela vivo e atenuado. Por isso, em algumas pessoas a vacina pode causar a forma grave da doença, chamada de Doença Viscerotrópica Aguda (DVA).

A DVA pode ocorrer em qualquer pessoa, mas os grupos de risco para a vacina seriam mais susceptíveis. Por isso a vacina deve ser aplicada com indicação e critério nas gestantes, idosos e pessoas com doenças com imunodepressão. Crianças com menos de 6 meses de idade não devem receber a vacina por risco de acometimento do sistema neurológico. 




Comentários