HomeArticulistasCarlos CunhaConfraternização DA empresa

Confraternização DA empresa

Olá, pessoa!

Um assunto que sempre me chamou atenção no termo da comunicação corporativa é algo que confunde muita gente: a tal da confraternização DA empresa.

Note que sempre coloco este DA (preposição) em maiúsculo para dar o sentido de posse.

Isso mesmo.

Talvez até agora você entenda que numa confraternização o famoso ‘vale-tudo’ vai imperar. Só que não é bem assim.

Conheço vários casos de gente que se deu muito mal em confraternização DA empresa, mesmo quando parecia ser um clima descontraído. Só que, como dizem por aí, ‘deu ruim’.

Pra você ter uma idéia do que pode acontecer, é só procurar pela internet um fato que virou notícia: a demissão de executivos e de um colaborador de uma multinacional durante um concurso de fantasia realizado no final de ano.

O colaborador, saidinho, se inspirando em memes de redes sociais, se fantasiou com um chapéu famoso e outros adereços. Resultado: a premiação da fantasia viralizou e acabou na sede da empresa norte-americana, ocasionando a demissão de todos os responsáveis pelo concurso e do ganhador.

Numa análise fria, temos duas questões a ressaltar, sendo que a primeira delas é para a empresa, que também teve parcela de responsabilidade nesta confusão toda:
– ao colocar um concurso, é interessante que se estabeleçam regras que possibilitem a descontração, mas que o Regimento Interno não seja prejudicado. Ao contrário do que qualquer se imagina, isso não é tolher a liberdade e criatividade: é zelar pela imagem corporativa;

A segunda diz respeito ao colaborador:
– por mais descontraído que seja um ambiente, mesmo com promoções criativas, faltou observar o contexto, ou seja: a festa é DA empresa e, por mais ‘pra cima’ que seja a festa, não deixa de ser um ambiente corporativo.

Estas recomendações servem para qualquer ocasião, seja ela final de ano, carnaval, micaretas e convenções de marketing. Ainda mais numa época em que os melindres estão aflorados como agora!

Pra resumir: dá pra curtir uma festa DA empresa com tudo que ela tem direito. Mas mantenha o controle em todos os sentidos.

A recomendação é válida também na hora de se tomar qualquer bebida ou conversar com aquela colega que te chamou atenção o ano inteiro.

É isso.

Por Carlos Cunha




Comentários