HomeArticulistasCarlos CunhaComo controlar o tempo?

Olá, pessoa!

Esta pergunta sempre toma conta de quem está prestes a fazer uma apresentação, seja ela numa reunião de empresa ou numa sala de aula.

Explicar sobre administração do tempo da fala exige muitos cuidados, pois podemos dar a impressão de que uma comunicação deve ser pautada apenas no relógio. Mas não.

O tempo era tão importante para os gregos, que o papel de administrá-lo cabia a dois deuses: Chronos, na medição dos minutos e Kairós, com a atribuição de aferir a qualidade do que era feito em determinado período.

Desta forma, percebemos que o fator tempo não intriga só aos participantes da era moderna.

Cabe lembrar que muitas vezes falamos muito sem que aquilo traga resultado satisfatório nas pessoas que nos ouvem.

Então, é bom fazermos um discurso reduzido, mas com conteúdo.

Em se tratando de uma exposição oral, sempre somos reféns do relógio; daí advém vários problemas entre eles a falta de interesse, o cansaço e o bocejo da plateia.

Para resolvermos este entrave, algumas dicas se fazem necessárias:
• Evite ser prolixo;
• Não use palavras que precisem ser explicadas pela complexidade do termo;
• Faça um roteiro do que precisará ser dito;
• Depois do roteiro, enumere o que é importante em cada item deste roteiro;
• Dedique alguns minutos para refletir sobre o roteiro;
• Evite prolongar sobre os assuntos que você julga entender bem;
• Tire deste roteiro o que achar repetitivo;
• Concentre-se no que quer realmente dizer;
• Controle os insights comuns que surgem na hora da empolgação;
• Não exagere nas famosas frases de efeito;
• Observe a atenção da plateia;
• Não hesite em abreviar o seu tempo caso perceba que não esteja agradando.

Lembre-se:

É melhor encerrar um assunto quando todos estão interessados em ouvir, do que se prolongar e perder todo o impacto da mensagem.

E que Chronos e Kairós nos protejam!

É isso.

Por Carlos Cunha

Comentários
})(jQuery)