HomeArticulistasPai Alexandre FalascoQual orixá vai reger 2018?

Qual orixá vai reger 2018?

É habitual nessa época do ano surgirem diversas publicações sobre o tema. Salvo nos casos de meras reproduções de um mesmo texto, as respostas são tão diversas quanto o número de artigos.

Acontece que existem variáveis nesse sentido, do tipo: “o Orixá vai reger o ano para quem? Para o país? Para o planeta? Para um indivíduo? Além disso ainda nos deparamos com inúmeras formas de se chegar a essa resposta.

Eu utilizo o Jogo de Búzios (Mẹ́rìndílógún) para saber, pelos caminhos de Odú, qual Orixá regerá o próximo ano para nossa comunidade-terreiro, o Barracão. Dessa forma, direciono ritos especiais da casa e traço um cenário das boas vibrações e cuidados esperados para o novo ciclo da comunidade.

Dessa vez, se apresentou o Odu Òwónrín em seu quarto caminho, que narra uma passagem de Oxum, o Orixá feminino da riqueza, do ouro. Segundo grandes Olhadores do jogo de búzios, entre eles o saudoso Professor Agenor Miranda Rocha, a análise tem um prognóstico fácil: todos aqueles que estão passando por dificuldades, se cumprirem suas obrigações com o sagrado e tendo a disposição de lutar pela vida, terão no ano vindouro uma posição de conforto.

De qualquer maneira, esta é apenas mais uma interpretação, e muito direcionada, como penso que deveria ser. Em outras palavras, diante de tamanha e maravilhosa diversidade de escolas nas religiões dos Orixás, cada indivíduo deve considerar as orientações da comunidade à que pertence, sempre respeitando as diferentes concepções, mas seguindo seu coração e sua fé.

Que venha 2018 e que ele seja bom, com o Axé de todos os Orixás.

Por Pai Alexandre Falasco




Comentários
})(jQuery)