HomeGeralEducaçãoCursos do ‘Via Rápida’ chegarão aos bairros de Jundiaí em 2018

Cursos do ‘Via Rápida’ chegarão aos bairros de Jundiaí em 2018

Os certificados de conclusão de curso em Manutenção de Motos para 42 jovens em situação de vulnerabilidade social (alguns em cumprimento de liberdade assistida) foram entregues nesta terça-feira (19), pelo Prefeito Luiz Fernando Machado e outras autoridades, no Paço Municipal. Na ocasião, Luiz Fernando aproveitou para anunciar para 2018 a oferta de mais 240 vagas de cursos pelo “Via Rápida”, do Centro Paula Souza, nas quatro regiões da cidade. Serão eles: Manicure e Pedicure, Chapeiro e Lancheteria, Eletricista, Cuidador de Idosos, Pintura e Textura.
“Nosso propósito é justamente levar a oportunidade de qualificação para os bairros, onde estão as pessoas que precisam dos cursos”, destacou o Prefeito. “Só pelo Fundo Social de Solidariedade, mais de duas mil pessoas se formaram este ano. É exatamente o que buscamos: construir uma cidade melhor, com a participação de todos”, enfatizou.

O curso em Manutenção teve duração de 100 horas e ocorreu em uma carreta equipada do programa, que veio ao município através de parceria com a Unidade de Assistência e Desenvolvimento Social (UGADS) e ficou estacionada em frente à Prefeitura no último mês.

Para a gestora da UGADS, Nádia Taffarello, a iniciativa cumpriu a sua finalidade. “Quando soubemos das carretas do Via Rápida, quisemos trazê-las para a cidade, associadas à geração de emprego. O resultado não poderia ter sido melhor, além de um jovem já ter sido contratado, já foi anunciada nesta cerimônia uma vaga de estágio para mais um deles”, disse.

Rafael William Silva, de 18 anos, é morador do bairro Vista Alegre e foi o primeiro a ser contratado após ter feito o curso. “Achei o curso ótimo e parabenizo os nossos professores pela dedicação. Já estou trabalhando há uma semana e motivado com essa oportunidade oferecida”, afirmou.

Também participaram da entrega dos certificados o juiz da Vara da Infância e Juventude de Jundiaí, Jefferson Barbin Torelli; o diretor comercial da Mila Moto – Honda, Doca Schievano; a coordenadora da Unidade de Formação Inicial e Educação Continuada do CPS, Clara Magalhães; o diretor do Centro de Detenção Provisória de Jundiaí, Alexandre Apolinário de Oliveira; e o padre Clóvis Fontenla, representando a Capelania da Diocese e a Pastoral Carcerária.




Comentários
})(jQuery)