Como Contador penso, por vezes, qual é a graça que o profissional, melhor dizendo, que se diz profissional, vê em aviltar o valor do seu serviço.

Ouvi certo dia uma frase interessante: “quem vem por preço, vai por preço.”

Surpreendo-me com as várias situações no meu dia, no que se refere ao valor cobrado pelos serviços por colegas de profissão. Em especial os colegas iniciantes no mercado.

Se eles soubessem o mal que estão causando a si mesmos e a toda uma categoria profissional certamente mudariam seu procedimento.

Surpreende-me também nosso órgão regulamentador não ter ações de conscientização a respeito disto, e daí vem a “lei do livre mercado” age na cabecinha de alguns profissionais e a categoria segue morro abaixo no que diz respeito a sua valorização e como consequência o valor dos honorários.

Não bastando, existem clientes que se rendem por qualquer redução de valor não primando pela qualidade dos serviços prestados pelos contadores, tendendo ao desrespeito e falta de consideração a tudo que o profissional de contabilidade representa, tem e precisa adquirir, para bem atender seus clientes.

Nosso trabalho vai além do mês a mês. Nosso honorário não esta pautado apenas no “fazer” o dia a dia, o mês a mês das empresas. Somos responsáveis por todas as ações junto ao fisco e órgãos reguladores, e esta responsabilidade perdura por longos 5 anos após a ação do contador.

Costumo dizer que o honorário contábil compara-se a um seguro, com uma grande diferença de prazo de cobertura. Cada honorário mensal pago dá cobertura por 5 anos. Desta forma, sempre devem avaliar o profissional de contabilidade pela sua capacidade em assumir a responsabilidade pelo registro dos atos e fatos administrativos, no que diz respeito a perpetuação do escritório e também a sua capacidade financeira pra assumir os riscos da profissão.

Além disto, ainda temos os altos investimentos em tecnologia, cursos, palestras, treinamentos, consultorias, estudos constantes e diários na legislação, etc.

Encerro minha colaboração desta semana enfatizando:
• aos empresários: Valorize seu contador
• aos contadores: Valorizem-se

Cresça e apareça, cerque-se de profissionais que te apoiem e siga em frente.

O céu é o limite.

por Erenaldo Barbosa

Comentários