A difícil arte de se relacionar, no mais amplo sentido, se faz ainda mais presente quando temos a nossa frente o cliente.

Li esta semana que um dos fatores de sucesso para qualquer empresa é o Amor pelo Cliente, e pra muitos de nós isto acaba se tornando um desafio.

Custei a entender também, que os clientes tem a cara que nós temos, ou seja, somos espelho pra eles e eles pra nós, e se eles não se sentirem parte do processo eles simplesmente definham, como clientes, e vão embora.

Há os que vão por pirraça, os que vão por ilusões, os que vão por descaso, os que vão por preço (quem veio por preço vai por preço), enfim, tem aqueles que chegam se acampam e logo de início sabemos que não vão ficar por muito tempo e sempre existirão aqueles que buscam se relacionar, efetivamente com a empresa, confiantes, firmes, com discussões consistentes, conteúdo e dúvidas que sempre fortalecem, a quem os atendem, mas o que nos mantém sempre vivos e fortes é a forma como tratamos a todos, sem distinção, sem preconceito e sabedores de que eles procuram sempre ser reconhecidos em tudo que fazem, sentem e necessitam.

Eles se fazem importantes e nos resta desenvolver amor por todos eles, cada uma à sua medida e assim consolidar o relacionamento.

Faça o seu cliente feliz e sua felicidade será ainda maior. Esta deve ser a razão da existência da sua empresa.

Pense nisto.

Cresça e apareça, cerque-se de profissionais que te apoiem e siga em frente.

O céu é o limite.

Por Erenaldo Barbosa

Comentários