HomeGeralBrasilLula pede R$ 1 milhão de indenização por coletiva do PowerPoint

Lula pede R$ 1 milhão de indenização por coletiva do PowerPoint

O procurador Deltan Dallagnol usou uma apresentação em Power Point para anunciar a denúncia
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrou com uma ação na Justiça contra o procurador da República, Deltan Martinazzo Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato. A defesa de Lula pede R$ 1 milhão de indenização por danos morais em virtude da coletiva de imprensa do Ministério Público Federal em setembro que apresentou acusação contra o petista.

O procurador Deltan Dallagnol usou uma apresentação em Power Point para detalhar a denúncia e apontou Lula como “comandante máximo” do esquema de corrupção instalado na Petrobrás. A forma de apresentação gerou muitos memes na internet e brasileiros criaram até um “gerador de Power Point da Lava Jato”.

Segundo os advogados de Lula, a coletiva “promoveu injustificáveis ataques à honra, imagem e reputação de nosso cliente, com abuso de autoridade”.

“O processo penal não autoriza que autoridades exponham a imagem, a honra e a reputação das pessoas acusadas, muito menos em rede nacional e com termos e adjetivações manifestamente ofensivas”, afirmam os advogados de Lula, Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Martins.

A assessoria de comunicação do Ministério Público Federal disse que, enquanto o procurador não for comunicado oficialmente, Dallagnol não vai se manifestar. Lula é réu em três processos relacionados à Operação Lava Jato.

Nesta quinta-feira, o Ministério Público Federal (MPF) denunciou  o ex-presidente de mais oito pessoas na Operação Lava Jato, entre elas, o ex-ministro Antonio Palocci e o ex-presidente da Odebrecht Marcelo Odebrecht. A esposa de Lula, Marisa Letícia, também foi denunciada.  O MPF afirma que Lula comandava “uma sofisticada estrutura ilícita para captação de apoio parlamentar” por meio de desvios na Petrobras.

Fonte: Gazeta Online




Comentários
})(jQuery)